Blockchain

Blockchain (também conhecida como “o protocolo da confiança”) é uma tecnologia de registro distribuído que usa esta distribuição como processo de segurança. Ela permite administrar e processar dados por meio de um sistema descentralizado.

Imagine uma transferência bancária convencional. Você precisa informar o banco, que irá transferir o dinheiro da sua conta para a conta do seu amigo. O banco mantém registros de saída (da sua conta) e de entrada (na conta do amigo) e age como intermediário. O problema é que terceiros podem ter acesso a estas informações, alterá-las, divulgá-las, etc. Aí é que entra a blockchain. Imagine uma tabela de Excel compartilhada por milhares de computadores no mundo. Todos têm acesso a ela, mas ninguém pode editá-la. Uma blockchain funciona assim. Mas ao invés de linhas e colunas, ela usa "blocks", ou blocos - daí o nome.

Estes blocos estão conectados cronologicamente desde o primeiro bloco, ou "bloco-gênese". Um membro do blockchain realiza uma transação - criando-a e assinando-a digitalmente com sua chave pessoal criada via criptografia. A transação é propagada na blockchain e precisa ser validada por outros membros a partir de critérios pré-determinados, sendo necessária geralmente mais de uma confirmação. Uma vez validada, essa transação entra em um bloco na blockchain, sendo propagada para toda a rede e é considerada confirmada. O novo bloco se torna parte do "livro contábil", conectando-se criptograficamente ao último bloco criado na cadeia, contendo a "hash" (código criptografado) do bloco anterior, uma marca de tempo e os dados da transação. Cada nova ligação funciona como mais uma confirmação. Geralmente, com seis confirmações (ou seja, seis novos blocos conectados), a transação é considerada definitiva. Isso torna o registro de transação confiável e imutável. Um novo bloco geralmente se "fecha" a cada 10 minutos. Após esse tempo um novo bloco é aberto e assim por diante.

No caso do bitcoin, os membros da blockchain são os chamados mineradores, ou "miners". Um minerador só pode adicionar uma transação no bloco se uma maioria simples (50%+1) da rede concordar que aquela transação é legítima e correta, no chamado "consenso da rede blockchain". No caso do Bitcoin, o consenso é medido através do poder computacional.

Empathy Company

Av. Dra. Ruth Cardoso, 4777, 18º andar

Alto de Pinheiros | São Paulo/SP | Brasil

helloworld@empathy.com.br